Como cuidar de seu
bichinho
Castração
Zoonoses
Verdades e mitos

Newsletter
Receba o informativo da SOAMA em seu e-mail
Descadastrar
 
Doações
Saiba como doar,
clicando aqui.
Denuncie
Crueldade contra animais é crime. Saiba como denunciar.
Seja um voluntário
Se você deseja abraçar a causa e não sabe como, clique aqui.
Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos
O QUE É CASTRAÇÃO?

É uma cirurgia simples, feita com anestesia geral, que dura em média uma hora. O animal não precisa ficar internado e leva em torno de uma semana para se recuperar totalmente. O maior cuidado do pós-operatório é evitar que bichinho remova os pontos pois ao cicatrizar eles coçam. Os pontos são retirados 10 dias depois. Ao passar o efeito da anestesia no dia da cirurgia, o animalzinho já está pronto para voltar para sua rotina, alguns ficam quietinhos no primeiro ou segundo dia, mas é normal. Procure um bom veterinário com estabelecimento adequado e experiência com esta cirurgia.


COMO FUNCIONA ?

Nas fêmeas é retirado o útero, ovários e trompas. Nos machos pode ser a vasectomia ou a retirada dos testículos.


MENTIRAS SOBRE A CASTRAÇÃO

Castração é um ato brutal, uma mutilação: Muitas pessoas pensam que a castração ainda é feita a sangue frio como antigamente. Nada disso! É um ato de amor feito em clínicas especializadas, feita por veterinários, com anestesia, pontos e medicamentos para dor e antiinflamatórios. Ninguém acha mutilar cortar rabos e orelhas... Isso sim é um ato brutal.

Castração é uma violência contra o animal: Se você pensa assim, prefere deixar seu animal procriar indiscriminadamente e depois não saber o que fazer com tantos filhotes? Matá-los ou abandoná-los é sim um CRIME.

Eu não quero que meu bichinho fique gordo: A dieta e falta de exercício (como caminhadas diárias) é que são causas de animais obesos, não a castração.

Eu não quero impedir o milagre da vida: Então faça um passeio até o abrigo de animais mais próximo e veja a tragédia que acontece com “o milagre da vida”, milhares de animais abandonados e mortos nos CCZs.

Castração custa muito caro: O custo da esterilização é com certeza menor do que o custo envolvido com ninhadas e mais ninhadas. Além disso, há entidades, hospitais veterinários em faculdades e ONGs que realizam castração gratuitamente ou com preços baixos. Vale sempre também fazer uma pesquisa entre os veterinários da cidade para ver quem cobra menos.

O macho castrado perde a masculinidade: Errado! Há muitos cães e gatos castrados que continuam copulando normalmente, a diferença é que não irá gerar descendentes. Cães castrados são melhores cães de guarda.

Macho castrado não é bom cão de guarda: A castração não tira o instinto de defesa do território. O macho não irá abandonar seu território atrás de fêmeas e com isso não vai fugir, se perder, ser envenenados por vizinhos e nem será atropelado.


VERDADES SOBRE A CASTRAÇÃO

Animal castrado perambula menos: Eles não terão necessidade de ir atrás de fêmeas e por isso não fugirão e não sofrerão nenhum acidente.

Animal castrado faz menos xixi pelos cantos: Problemas de comportamento como a necessidade de urinar para marcar território, serão reduzidos ou eliminados.

Animal castrado briga menos: A agressividade para com outros animais é relacionado na maioria das vezes por disputas de fêmeas no cio. Quando castrados, os machos brigam menos entre si.

Reduz riscos de problemas de saúde: O risco de câncer de mama nas fêmeas devido a idade e por causa das injeções anticoncepcionais serão reduzidos e o risco de piômetra (infecção do útero) será nulo.

Fêmeas castradas não entram no cio: Não haverá restrições para levá-las passear, viajar e nunca haverá sangramento pela casa. Não haverá cachorros no portão de sua casa e não terá o risco de fuga da fêmea. Filhotinhos são lindos, mas sabemos que é difícil encontrar novos lares para todos. Existem centenas de filhotes esperando por um lar num abrigo. Adote um, se você adora filhotes. Cadelas entram no cio de 6 em 6 meses e gatas de 3 em 3.
CASTRAÇÃO, UMA BOA OPÇÃO!

Os animais não são nossa propriedade, não temos direitos absolutos sobre eles, somente temos o dever de cuidar e impedir que procriem descontroladamente.
Esses cuidados não estão relacionados a impedir o animal de ficar vagando pelas ruas, preso solitariamente dentro de um apartamento, confinado em canis ou acorrentado, o tornando profundamente infeliz. O animal precisa de liberdade, de movimentos, de proteção e de principalmente de uma identidade. Precisam ser respeitados.
Devemos lutar contra a idéia de que os animais servem apenas para servir os humanos. Ninguém deveria tê-los como companheiros, se não estiver disposto a assumir um compromisso para toda a vida. O abandono é um ato cruel, desumano e covarde.
As pessoas precisam se conscientizar que recolher e levar um animal para um abrigo não resolve o problema. Eles acabam fatalmente sendo vítimas de estresse, brigas, doenças ou morrendo.

As maneiras corretas para garantirmos aos animais uma condição de vida digna, erradicando a superpopulação de cães e gatos abandonados nas ruas é com conscientização.
 
Quem tem um animal deve cuidar para que não fique doente, que se alimente adequadamente, que faça exercícios, que tenha um bom lugar para dormir e que receba a atenção e carinho que eles merecem. Mas uma grande opção de amor ao seu bichinho seria a castração.
São tantos animais abandonados nas ruas e esperando um lar em abrigos de proteção que castrar é uma boa solução para diminuir esse triste número. Uma cadela entra no cio de seis em seis meses podendo dar cria de 3 a 9 filhotes. A gata entra no cio a cada 3 meses. A castração também é uma boa opção para quem tem bichinhos dentro de casa pois eliminará os efeitos do cio como sangramento, etc.
Vamos ser mais responsáveis. Animais sofrem, sentem frio, solidão, tristeza, saudade... e tudo o que eles pedem é um pouco de atenção e respeito. Você irá ganhar em troca um grande amigo e companheiro para toda uma VIDA.

“GOSTAR OU NÃO DE ANIMAIS É UM DIREITO DE CADA UM, MAS RESPEITÁ-LOS
É UM DEVER DE TODOS NÓS.”