12 Maneiras de Ajudar os Animais

Se você procura uma maneira de ajudar, aqui seguem doze dicas:

1Compre produtos de empresas que não testam em animais
Vivissecção é cortar vivo!
Milhões de cobaias como ratos, coelhos, macacos e cães são usados em laboratórios de pesquisa. O uso de animais para testes em cosméticos e produtos de limpeza já tem 100% de métodos substitutivos! Infelizmente nem todos os produtos não testados em animais no Brasil tem o símbolo do coelhinho ou avisam nas embalagens. Mas vale anotar a lista destes produtos sempre que for no supermercado ou em lojas de produtos de beleza, o link abaixo tem as marcas:
http://www.pea.org.br
2Pense em se tornar um vegetariano
Bilhões de animais são abatidos no mundo para virar comida. Hoje já se sabe através de estudos que ninguém precisa de carne para ser saudável, pelo contrário, inúmeros estudos mostram que o consumo de carne, principalmente embutidos, causam câncer. Vale pesquisar na internet, visitar restaurantes veganos e vegetarianos para se surpreender! Procure reduzir, já ajuda também! As pessoas comem carne porque GOSTAM, não porque PRECISAM! Repense seu prato, por amor, por compaixão, pelo planeta, por sua saúde!
3Evite produtos derivados de animais
Roupas, tênis, bolsas e demais acessórios de couro, lã, objetos de marfim, casacos de pele, perfumes feitos com Almíscar, são produtos resultantes de crueldade contra animais. Comprando produtos que não venham de animais, além de pagar bem mais barato, estaremos agindo com ética, dando exemplo para as gerações futuras. Hoje a tecnologia já criou couro sintético, lã sintética e peles falsas que são tão bonitas quanto as verdadeiras.
4Não compre animais em lojas. Adote e esterilize
É um direito seu comprar um animalzinho de raça, mas com tanta informação sobre este comércio, você ainda acha certo? A maioria são criadores de fundo de quintal ou criadores que só visam lucro. As matrizes (fêmeas usadas apenas para procriar) vivem uma vida triste parindo a cada seis meses. Muitos animais são mantidos em gaiolas. Ao ver um filhotinho lindo anunciado nas redes sociais ou na vitrine de uma petshop, você se pergunta como vive a mãe dele? Não incentive o comércio de VIDAS! Existem 30 milhões de animais abandonados no Brasil, muitos morrem sacrificados nos Centros de Zoonoses brasileiros (a carrocinha) ou mofam esperando POR UMA CHANCE nos abrigos de animais. Adote uma vida! E castre seus peludos! Machos e fêmeas para uma vida mais tranquila e saudável! Quem ama castra! E NÃO COMPRE ANIMAIS SILVESTRES E MUITO MENOS PASSARINHOS EM GAIOLAS! Pássaros nasceram para voar e animais silvestres para viverem em seu habitat!!!
5Leia, Informe-se, inscreva-se em alguma lista
Inscreva-se em alguma lista que aborde temas sobre animais. Na internet há diversos web sites que enviam informativos mensais. Escreva para o webmaster e participe, mantenha-se informado. Dela participam defensores autônomos e entidades de todo o Brasil. Troca-se informações, elabora-se campanhas.
Indicações de sites
Nacionais:
http://www.anda.jor.br 
http://www.pea.org.br  
Internacional: 
http://www.peta.org
6Assine abaixo assinados
Nunca perca a oportunidade de fazer a diferença assinando abaixo-assinados online! Um minutinho do seu tempo poderá ajudar os animais do mundo inteiro. Mas cuidado, veja se a fonte do abaixo-assinado é confiável, pois já fomos vítimas de um abaixo-assinado mentiroso que prejudicou imensamente nosso trabalho.
7Faça um trabalho voluntário
A maioria das Associações que defendem os animais precisa de voluntários. Você pode arrecadar ração com a vizinhança e levar uma vez por mês, juntar jornais velhos, lixo reciclável ( algumas entidades vendem latinhas e embalagens plásticas usadas), remédios, etc. A maioria das entidades também precisa de gente para elaborar campanhas, escrever artigos para a imprensa, traduções, etc. Escolha uma Associação perto de você e doe uma parte do seu tempo. Você ainda pode se associar em alguma entidade e colaborar mensalmente com dinheiro, deste gesto dependem milhares de animais.
8Divulgue campanhas entre seus amigos
Muitos de nossos amigos não se importam com os animais, porque não se dão conta do que acontece com eles. Informe-os, ajude a conscientizá-los. Não mande a eles tudo o que você encontra sobre animais, mas selecione as campanhas de impacto e peça para que eles colaborem. Devagar, muitas pessoas estão se juntando a nós, graças à dedicação de voluntários que, com muita paciência, têm feito um belíssimo trabalho de conscientização.
9Recolha um animal de rua
Ajude um animalzinho de rua. Você pode dar comida, tratar ferimentos, procurar um lar, esterelizá-lo e ainda adotá-lo. Eles são aos milhares na rua, passam fome, são maltratados e chutados. Com certeza eles irão retribuir com muito amor e fidelidade. Se não puder recolher, apadrinhe um bichinho de alguma ONG séria que você conheça da sua cidade ou de outras cidades.
10Denuncie maus-tratos a animais
Com a nova Lei de Crimes Ambientais, não há mais razão para não se denunciar maus-tratos a animais. Você pode ir a uma delegacia e fazer a queixa. Tenha uma cópia da Lei impressa, mostre para o Delegado e exija o cumprimento da Lei. Temos que fazer essa Lei "pegar" e isso é responsabilidade de cada um de nós. Procure uma Associação e peça orientação, mas não deixe que crimes contra animais aconteçam diante de seus olhos, sem tomar uma atitude. Não seja cúmplice!
11Ajude a Natureza
Cada gesto conta! Um papel de bala pode ir parar no estômago de uma baleia e matar uma tartaruga! Até 2050 cientistas dizem que haverá mais plástico e lixo humano nos mares do que peixes. Então: coloque o lixo no lixo, separe o lixo reciclável, tome banhos mais rápidos, diminua o consumismo, apague luzes que não estiver usando, plante árvores, lave a louça e escove os dentes com a torneira fechada, etc. Ahhh, use sacolas ecológicas em suas compras, a natureza agradece!
12Não pague o ingresso da TORTURA
Muitos animais tem uma vida miserável porque as pessoas financiam isto! Visitar zoos, parques aquáticos, circos, tirar fotos com golfinhos e animais silvestres ou selvagens, andar de charretes em locais turísticos, andar de elefantes ou camelos, prestigiar rodeios, vaquejadas, touradas, farra do boi, etc... se as pessoas pararem de pagar para assistir animais sendo abusados e humilhados, estaremos realmente contribuindo para acabar com esta crueldade! Quem paga financia!